sábado, 19 de abril de 2014

Obedecendo ordens e propondo desafios: um abraço para todos os amigos.



Nos últimos dias, temos visto portariados governistas mudando o tom de suas análises nas redes sociais em relação à oposição. O aumento da rispidez contra os críticos do governo se deve, certamente, à “chamada” recebida na última reunião realizada num certo parque aquático, onde todos foram enquadrados a mostrar serviço, especialmente, pela internet, como condição para permanecerem em seus cargos. E, pelo visto, a ordem está sendo muito bem obedecida.

Assim, tenho visto alguns portariados se manifestando diretamente a meu respeito, por exemplo. Essa é uma ótima estratégia para mostrar serviço ao chefe, sem dúvida. O que me espanta, entretanto, é que parece que a cidade está uma maravilha, ao ponto de Secretários e Coordenadores poderem gastar horas de seus dias úteis, em horário de trabalho, para realizarem tal tipo de "serviço". Desculpem a franqueza, mas deveriam estar trabalhando pelo povo, e não para o deleite pessoal do chefe.

Alguns me questionam, por exemplo, sobre a incoerência em falar da caótica educação municipal, sem falar da estadual. É preciso pensar algumas coisas: primeiro, eu não sou Secretário do governo estadual; mas eles são Secretários e Coordenadores do governo municipal, e se calam, vergonhosamente, sobre a situação da pasta na cidade. Questionados, perguntam sobre o estado. Desculpem a franqueza novamente: eu não assino documentos nem recebo dinheiro do Chefe do Executivo. Minhas mãos estão limpas dos desmandos e erros estaduais, mas as deles estão sujas das maldades da gestão dessa cidade. Para eles, é incoerente falar do município sem falar do estado, porém, questionados sobre o município, falam do estado e “esquecem” do município. Falam do passado, esquecem do presente. Então isso é ser coerente?

Mas vamos ao desafio: estou disposto a escrever um texto crítico, direto e amplo sobre a educação estadual, sem deixar de lado nenhum erro ou desacerto. Mas tenho uma condição: que os Secretários e Coordenadores que andam nervosos com a situação escrevam, em resposta, um texto igualmente crítico, amplo e potente sobre os erros e desmandos da educação municipal, incluindo os casos do Fundeb; da compra emergencial de merenda escolar e outras sandices do atual governo. Assinem o texto, Manifestem publicamente. Vamos falar de “coerência”. Aguardo a análise de vocês.

Mas há desafios de vários tipos. Fui desafiado a visitar a UPA na noite de sexta-feira e na manhã de sábado para comprovar que não houve a paralisação que só aconteceu pela manhã de sexta. Legal. Amanhã deverei ser convidado para ir ao ABC paulista comprovar que as greves dos metalúrgicos dos anos 70 jamais existiram, porque não tem ninguém manifestando lá agora. Ou vou ser desafiado a ir a Roma descobrir que nunca houve a revolta de escravos da Antiguidade, porque nem há mais escravos por lá atualmente. 

E já que fui desafiado, refaço desafios: que tal falarmos sobre a Autoviação Salineira, que, até pouco tempo, era chamada de “Salixeira” por alguns? O que mudou de lá para cá? Vamos falar desse assunto?

A discussão e o debate em redes sociais como o facebook são práticas que não condeno, mas não exerço, por uma questão de princípios. Entendo que devo usar essa ferramenta para apenas divulgar algumas ações e as postagens que publico neste blog. Nego-me a discutir nas redes sociais, a não ser em casos extremos. Há quem tenha tempo para fazê-lo, mesmo recebendo da prefeitura para gerenciar importantes pastas municipais. Há quem tenha tempo e goste de fazê-lo em horários e dias úteis, onde se deveria estar trabalhando pelo bem do povo. Quem foge do debate, na verdade, é quem exclui oposicionistas com medo do enfrentamento e da verdade, como fez o prefeito comigo, e como os portariados foram orientados a fazer na última reunião.

Há quem critique os porcos que colhem e mastigam as migalhas jogadas por quem não quer descer ao nível na briga virulenta por causa do pão. E há quem critique, mas viva a se deliciar com as mesmas migalhas jogadas. Apontando a sujeira de outros, esquece de olhar o próprio chiqueiro, dentro do qual as migalhas atiradas são refeições regozijantes, diante da escassez de boa comida.


Sei que os ataques também são uma forma de ocupar o meu já curto tempo disponível com respostas, criando-me dificuldades para, paralelamente, denunciar as ilegalidades e injustiças do governo. Mas fiquem tranquilos. Tempo é algo que se fabrica, com vontade e insônias. Não me abalarão. Não me controlarão. 

E entre desafios e provocações, seguimos tranquilos na nossa caminhada. As respostas são desnecessárias nas redes sociais, onde vemos dezenas de cidadãos se insurgirem, livremente, contra as declarações eivadas de ordens superiores. As vozes das marionetes não nos calarão, nem nos intimidarão. Não precisamos combater no facebook, pois o povo, insatisfeito e revoltado, responde por nós. E ao lado do povo, agradecendo pela força dada, nós seguimos. E deixamos um abraço para todos os amigos.

Seguro-Defeso da Sardinha em Cabo Frio: o drama de uma espera.


Desde 2013, os pescadores de Cabo Frio estão esperando pelo cumprimento de uma promessa de campanha e de governo do prefeito de Cabo Frio: o Seguro-Defeso específico da pesca da Sardinha. O objetivo dessa política pública é auxiliar financeiramente o pescador artesanal que precisa ficar por dois períodos sem ir à busca do famoso peixe: entre junho e julho; e entre novembro e fevereiro. São, portanto, quatro meses de atividades suspensas.

Segundo informações dos próprios pescadores organizados, o projeto de lei já teria sua minuta pronta pelo Poder Executivo, a quem cabe a apresentação da proposta. Mas a mesma ainda nem teria sido enviada à Câmara Municipal.

Ainda dá tempo: o pagamento desse defeso específico poderia começar já neste período de junho/julho. Para isso, o projeto deverá ser enviado à Câmara em alguns dias, para que haja tempo de tramitação, aprovação e promulgação pelo Legislativo; sanção pelo Executivo; publicação e pagamento.

O Seguro-Defeso da Sardinha completaria uma política pública municipal mais ampla, referente ao Seguro-Defeso geral da pesca na cidade, instituído pela Lei Municipal 1677 de 2003, de autoria do ex-vereador e hoje deputado Janio Mendes.

Segundo informações, cerca de 240 mil reais já estariam separados no orçamento municipal para o pagamento do defeso. O radialista Leandro França, em seu ótimo programa matinal na Rádio Ondas, falará sobre o tema hoje em rede regional.


Nosso blog entra na campanha e faz esse apelo ao governo municipal, independente de qualquer interesse político, e na direção do interesse dos pescadores artesanais: #pagaasardinhaprefeito!


sexta-feira, 18 de abril de 2014

A UPA de Cabo Frio no feriadão e suas polêmicas: entre verdades e mentiras.


Pela manhã de hoje, por volta de 8h30min, recebi a ligação de um funcionário da UPA do Parque Burle sobre a situação da unidade. O amigo deu conta de que outros funcionários, especialmente, Técnicos de Enfermagem, resolveram paralisar as atividades em protesto ao não pagamento de horas-extras.

Menos de uma hora depois, uma amiga confirmou que, já na noite de quinta, o namorado de sua filha teve problemas no atendimento pelo mesmo motivo. A sutura de seu corte foi realizada, mas os funcionários o avisaram que exames como o raio-x não seriam realizados devido à paralisação.

Nada publiquei sobre o assunto por dois motivos. Primeiro, porque, mesmo confiando nos amigos, preferi esperar confirmações outras, para não ser leviano com a notícia. Em segundo lugar, como é Sexta-Feira Santa, dispus-me a não publicar informações políticas, em respeito à data de reflexão e contrição do catolicismo. Tive de interromper o propósito com este texto. Seria uma extrema falta de respeito Àquele que disse ser a Verdade, deixar a mentira vencer no dia de hoje.

Horas depois, surgia nas redes sociais a confirmação da notícia, através do Blog da Renata Cristiane, mediante reportagem de Diogo Reis. Ambos não possuem vinculações político-partidárias com a oposição, e relataram a situação crítica da unidade na manhã desta sexta-feira (LEIA AQUI).

                                FOTO: Diogo Reis.


A análise do fato como uma “greve” pode ter sido exagerada, mediante o uso de um termo muito grande para o acontecido. "Paralisação" seria mais coerente.

Porém, o mais grave me parece ter visto governistas portariados - que, ao manterem seus postos, salários e assinaturas em documentos oficiais, concordam com a balbúrdia em que se transformou essa cidade - divulgarem nas redes sociais, que a “verdade” era que a UPA estava “funcionando normalmente”. 

O problema, na leitura em questão, não era a paralisação reivindicatória dos funcionários, mas sim “o feriadão prolongado”, que fazia a UPA estar atendendo “um número alto de pacientes", o que fazia o fluxo de atendimento "ser mais lento”.

Impressiona a linguagem e a forma utilizada por esses representantes do governo municipal, ao distorcer a verdade, que, como parece evidente, não está ao lado de tal relato neste caso, mas sim ao lado das diversas fontes contrárias aqui citadas.

Esse tipo de informação e comunicação do governo, que polui a realidade na defesa de uma gestão indefensável – não apenas na área da saúde, mas em diversas pastas – mostra e confirma o que todo mundo já sabe: há muito pouco interesse em dar dignidade para a população e muito interesse em favorecer, mediante inverdades, um modelo político desesperado em sua ineficiência.

Afinal, a ocultação da verdade é a única arma daqueles que têm medo dela.

E nós seguimos assim. Errando e acertando – mas buscando sempre a ponderação e a coerência na fiscalização e na denúncia à atual política que comanda nossa Cabo Frio. E podem ficar à vontade para apelidar, caçoar, atacar e achincalhar. Prefiro assim, ao lado do povo, do que soberbo e  raivoso, ao lado de uma realidade que existe apenas no gabinete de um chefe.



EDITORIAL - Dia de reflexão.


Para os Católicos, hoje é Sexta-Feira Santa. O catolicismo não é a sociedade brasileira inteira, mas representa numericamente uma importante parcela sua. Para muitos leitores deste blog, hoje é um dia como outro qualquer. Eu, particularmente, celebro este data. Assim, para misturar a pessoalidade de quem escreve com a cultura de quem lê, aqui traçaremos as próximas linhas.

Se para os Católicos hoje é dia de reflexão, para qualquer cidadão - independente da crença numa Paixão cristã ou não - hoje pode ser dia de refletir. E há muito no que se pensar, se entendermos que o rito de memória da crucificação e morte de Cristo gera uma mensagem de sofrimento, mas também de superação, para toda a humanidade - creia Nele ou não.

Assim, he pode e deve ser dia de pensar e refletir, como todo dia. 

Dia de pensar nas mazelas do nosso país, que sofre com o recalque machista das saias que provocam o que não precisa ser provocado, porque já está na alma dos que usam as saias como desculpa - a intolerância, a violência, a falta de caráter e o egocentrismo.

Dia de pensar na gente da nossa periferia, que sofre paixões nada apaixonadas, com suas ruas sem saneamento, seus hospitais sem remédios, suas escolas sem água e seus buracos sem asfalto, tão longe do centro quanto da alegria de um Sábado de Aleluia.

Dia de refletir sobre a nossa gente, que luta por uma educação de verdade contra governos pouco educados, que agridem, humilham e mentem. Dia de pensar nos professores, merendeiras, auxiliares de classe, porteiros, dirigentes de turno, diretores, orientadores e todos os companheiros, sindicalizados ou não, que batalham por uma escola que se pareça mais com um feliz e esperançoso Domingo de Páscoa do que com um Dia de Finados.

Dia de lembrar das nossas crianças, que poderiam e deveriam ter mais e melhores condições de estudar, viver e se alimentar, dentro e fora das escolas. Dia de pensar nos nossos trabalhadores, injustiçados com direitos negados, verbas mal usadas e benefícios injustos.

Assim, para você que reflete todos os dias; para você que escolheu o dia de hoje para refletir, ou para você que crê ser o dia de hoje um tempo de reflexão, eu desejo que essa Paixão, creia você no Cristo ou não, te torne um apaixonado pelas causas daqueles que mais precisam de nós, em cada esquina, cada gueto, cada praça.

Bom dia!

O adeus ao gênio.

O passamento do colombiano Gabriel Garcia Márquez representa uma etapa finda do pensamento literário e politico latino-americano. Márquez, um dos grandes gênios da literatura e um dos poucos romancistas fora do Brasil que me encantam, era também um dos poucos pensadores da América Latina como um povo de características próprias, e que deveriam ser valorizadas. Sua vida nos deixa, mas suas obras ficam eternizadas. O Amor nos Tempos do Cólera, Cem Anos de Solidão, e o menos  conhecido, mas meu preferido Eu Não Vim Fazer um Discurso, permanecerão norteando as causas e lutas de quem acredita numa sociedade que valorize a cultura popular, sem perder o senso crítico.


quinta-feira, 17 de abril de 2014

EDITORIAL - Informes jurídicos.


O processo judicial aberto pelo SINDICAF contra a prefeitura pela convocação dos concursados da Guarda Municipal recebeu uma primeira decisão em favor da categoria, no dia 21 de março. Agora, segue para o Ministério Público Estadual.

Já o processo aberto pelo SEPE com o mesmo fim, para a convocação dos professores concursados, já recebeu duas decisões favoráveis (primeira e segunda instâncias) e uma desfavorável à categoria (embargos de declaração no Tribunal de Justiça) e agora aguarda o julgamento do mérito.

O processo no Ministério Público Estadual aberto pelo CAE - Conselho de Alimentação Escolar, contra a prefeitura, referente à compra emergencial de 2013, após cancelamento, aparentemente pouco fundamentado, de licitação em vigor, está tramitando também. O vencedor do procedimento de compra emergencial foi o Mercado Vitória, cujo proprietário é filho do Subprefeito do Jardim Esperança.

O Conselho de Acompanhamento e Controle Social (CACS) do Fundeb votou por um parecer contrário às contas da prefeitura em 2013, devido à evidência de irregularidades no uso da verba do fundo naquele ano. Os documentos estudados apontam para o uso indevido de valores para pagamentos de funcionários sem relação com a educação - mais de 500 nomes. O parecer agora segue para a apreciação dos órgãos competentes (TCE, MPF, Câmara Municipal) que poderão ou não tomar atitudes em relação ao fato.

O que isso significa?

A justiça dirá.

Bom dia!

MIGALHAS - Pesquisas, café com deputados e a falta de dignidade na Educação de Cabo Frio.


#Fechou
A Ponte Preta contratou o atacante Alexsandro “Créu” (FOTO). O atleta, nascido na Gamboa, em Cabo Frio, fica no time paulista até o final da temporada.



#Pesquisando
Os governos federal e estadual encomendaram pesquisas na última semana e ficaram satisfeitos. De acordo com o Instituto GPP, o governador Pezão (PMDB) alcançou os 10% das intenções de voto, empatando tecnicamente com Lindbergh (PT), que teria 9%, e César Maia (DEM), com 8%. Garotinho (PR) teria 20%, deixando em segundo Crivella (PRB), com 14. Miro Teixeira (PROS) bateu 3,5% após ter largado com 1%. Será?

#Pesquisando
Já na abordagem do Instituto Vox Populi, a presidente Dilma Rousseff (PT) manteve seus 40%, enquanto Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Pastor Everaldo Pereira (PSC) totalizam apenas 26% das intenções de voto. Ou seja, tudo como antes.

#Detalhe
A pesquisa foi feita antes do anúncio oficial da chapa Eduardo Campos/Marina.

#Detalhe II
Para as cúpulas de PMDB e PSDB do estado, reunidas nesta semana em um jantar, as candidaturas de Garotinho (PR) e Crivella (PRB) não acontecerão devido ao pouco tempo de TV de ambas. Será? Acho difícil.

#Café
Ontem, no Café da Livraria Boulevard em Cabo Frio, se encontraram casualmente o ex-prefeito e pré-candidato a deputado federal Marquinho Mendes (PMDB); o já deputado Dr. Paulo César (PR); o Secretário de Indústria e Comércio José Martins (PROS); e o poeta e profeta Manoel Justino.

#Café II
Muita gente parou para falar com Marquinho, que continua na torcida pela candidatura de Sérgio Cabral à Câmara dos deputados, como é o desejo do diretório estadual de seu partido, o PMDB.

#Café III
Hoje o moço vai passar a tarde em Búzios em reuniões políticas. Ao que parece, Marquinho gostou mesmo do Balneário, que, aliás, anda numa crise política só.

#Presidente
E para quem ainda duvida, José Martins é mesmo o presidente municipal do PROS e promoverá uma cerimônia de posse após o feriado.

#Diferença
Causou polêmica nossa matéria de ontem sobre a incoerência da chefia da Secretaria de Educação de Cabo Frio, que se permite participar de cursos e congressos de instituições renomadas fora da cidade, mas não computa esse mesmo tipo de participação na carga horária de seus professores.

#Diferença II
Mas tem mais: as aulas não  ministradas no início do ano por conta da falta de professores (culpa da Secretaria de Educação, que não os contratou nem enviou às escolas) podem ser repostas com planos de estudo; as faltas posteriores não. Ou seja: para ajudar a Secretaria pode; para o professor não.

#Resumindo
Resumindo: para a direção da Secretaria Municipal de Educação, tudo; para o professor, nada. Bem digno.

#Passe
O deputado Janio Mendes (PDT) apresentou ao Plenário da Alerj um Projeto de Lei que trata de um sonho antigo dos estudantes do estado: o Passe-Livre Estudantil. A meta agora é debater a proposta com os deputados e com os líderes estudantis. Será que dessa vez vai?

#Passe II
Apesar de ser uma reivindicação antiga, o Passe-Livre estudantil tem sido prometido por muitos políticos do estado, ficando só no discurso. Pela primeira vez, há uma ação eficiente e concreta. Vamos ver no que vai dar.

#Triturando
Na Escola Municipal João Evangelista há funcionários sem receber há 2 meses, indo para o terceiro. A escola ficou quase duas semanas sem arroz. Já na Escola Municipal Izabel Machado, o arroz faltou por uma semana. Digno.

#Sucesso
Nossa reportagem sobre o vídeo gravado por um turista na Praia do Forte, comprovando a infestação de ratos na milionária obra da Nova Orla, acabou virando matéria no site G1 desta segunda-feira. A informação foi exibida em primeira mão aqui em nosso blog, 7 dias antes (RELEMBRE CLICANDO AQUI).
  
#Velas
Hoje é aniversário do médico e ex-secretário municipal José Roberto Rocha.

Nova edição da Revista Nossa Tribo traz reflexão sobre o Golpe Civil-Militar de 1964.


quarta-feira, 16 de abril de 2014

EXCLUSIVO - Cabo Frio já tem novo Secretário de Meio-Ambiente.


Vanessa Lima não é mais a Secretária de Meio-Ambiente de Cabo Frio. Em seu lugar assume outro técnico da área, o Sr. Vicente, do qual ainda não temos referências ou informações. O novo Secretário já está na cidade operando a transição da pasta e deve ser anunciado oficialmente em alguns dias. Desejamos sorte a ele - há muito a ser feito por uma área extremamente abandonada num governo ineficiente.

ANALISANDO A REVISTA DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE CABO FRIO - Chefes podem se enriquecer academicamente em cursos e congressos renomados fora de Cabo Frio; professores não.

A revista recém lançada pela Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio, na tentativa de aparentar uma saudável e eficiente administração da pasta na cidade - a fim de ocultar uma gestão desastrosa - acaba revelando, nas entrelinhas, alguns de seus problemas crônicos.

A partir de hoje, analisaremos, por partes, a publicação em questão.

Nesta primeira parte, podemos observar o verso da revista, na qual aparecem as dezenas de cursos e congressos dos quais a direção/chefia da Secretaria participou para se enriquecer acadêmica e administrativamente. São eventos fora de Cabo Frio, promovidos por instituições renomadas:



A questão é: por que o professor não pode cumprir parte de sua carga horária em cursos e instituições de mesmo peso, fora da cidade? Por que ao professor só é permitido completar sua jornada com cursos promovidos pela própria prefeitura, no Centro de Estudos Natália Caldonazzi? Por que ao docente não há estímulo para que amplie seus horizontes nas principais universidades do estado, enquanto toda regalia á dada à chefia da Secretaria? Por que a mesma Secretaria que se permite tais avanços restringe aos seus profissionais essa oportunidade salutar para a melhoria da qualidade educacional da cidade e para a formação continuada do professor?

A frase que estampa a imagem acima é "buscamos estar a par do que acontece no Brasil e no mundo". Isso é muito bom, e é o certo, o correto na formação continuada de todo profissional de educação. Mas por que só serve para a chefia da SEME e não para todos os professores? 

A incoerência de querer o melhor para si e evitar o melhor para o outro, de quem se deveria cuidar, é algo muito pouco digno.

É para pensar.

EDITORIAL - O argumento autoritário da influência partidária.



Embora seja hoje um assunto que se esfriou no meio político, recorrentemente, vemos membros do alto escalão governista criticando a participação de militantes e filiados de partidos políticos no processo de luta sindical.

O argumento que tenta desqualificar a luta social ao acusar membros da mesma de terem interesses políticos é típico dos regimes autoritários.

Dizer que sindicato e política não devem possuir relações é de um desconhecimento sem tamanho do significado do termo "política". Os sindicatos, coletivamente, devem sim ser politizados, pois toda a sociedade deve ser politizada, a fim de lutar por seus interesses e direitos.

Individualmente, a filiação partidária de seus membros também deve ser respeitada, afinal, como cidadãos, é legítimo e até recomendado que se filiem a partidos, que são - ou pelo menos deveriam ser - as instituições próprias e específicas, numa democracia, para o controle social e a busca de direitos.

Portanto, quem critica a filiação dos sindicalistas, entende tanto de democracia quanto de dignidade. 

Bom dia!

OUVIDORIA - Os problemas com iluminação na periferia têm o dedo do tráfico de drogas.


Há dois dias, postamos em nosso blog a reclamação de moradores do Jardim Peró sobre a iluminação de determinadas ruas. Após nossa manifestação, algumas autoridades públicas e provadas, especialmente a Ampla, se mexeram e, contando com a fiscalização dos moradores, o que se descobriu é que a influência do tráfico de drogas da localidade no processo de ausência de iluminação da área é latente. Acompanhemos novos depoimentos recebidos hoje:

Aí amigo Rafael Peçanha, a resposta da empresa sobre a parte de iluminação pública de nosso bairro e abandono foi a seguinte, enviada por Jailton Dias Nogueira Junior: "Minha senhora, todos passam, relatam os problemas e consertam com certeza. O problema é que logo após acontecem as depredações ou as quebras propositais das lâmpadas. Estamos passando mais uma vez no trecho ao qual a senhora se refere para os funcionários irem ao local. obrigado."

Érica Rodrigues, moradora.

Uma conhecida que mora na Rua Rio de Janeiro, me falou ontem que ela havia solicitado os serviços da iluminação, eles foram e colocaram as lâmpadas, no entanto quando chegou a noite " a turma", estava quebrando todas, pois " eles" não querem as rua iluminadas.

Moradora que preferiu não se identificar.

COMENTÁRIO: Gostaria de que esses relatos chegassem ao Comandante Ruy França, que com tanta firmeza e objetividade tem enfrentado o tráfico em Cabo Frio. Tenho certeza que a união das autoridades pode dar uma luz no fim do túnel para os já tão sofridos moradores da periferia da nossa cidade, que têm de observar uma iluminação coreana na Praça das Águas enquanto vivem às escuras em suas próprias ruas.


MIGALHAS - A Saúde de Cabo Frio está doente, enquanto os contratados são humilhados e as escolas ficam sem manutenção.


#Espera
Meus amigos Alessandro Teixeira e Vitor Martin recebem hoje seus herdeiros neste reino real. Neste momento, o advogado Vitor já tem em seus braços o grande João Vitor, enquanto o jornalista Alessandro aguarda a pequena Mirella. Sucesso para os dois!

#Absurdo
Não são apenas professores contratados que estão sem receber desde fevereiro. Ontem uma Inspetora Escolar veio me dizer que também não vê dinheiro na conta desde o carnaval.

#Absurdo II
A forma como o governo trata o funcionário contratado é absurda, covarde e humilhante. Os professores recebem a metade dos concursados e ainda ficam meses sem nada ganhar. Achatados, não podem reclamar, sob o risco de perderem seus empregos. Um trabalho escravo, disfarçado de emprego. Nada digno.

#Absurdo III
O desprezo ao contratado é tão grande que o prefeito chega a desconhecer que os mesmos, quando professores, podem se filiar ao Sepe.

#Marcado
E o presidente do PMDB NO Rio, Jorge Picciani, marcou mesmo um encontro com o pré-candidato à presidência da república Aécio Neves, do PSDB. O moço está mesmo jogando duro com Dilma após a ruptura com Lindbergh.

#Devendo
Até sexta-feira, pelo menos, todos os telefones celulares de diretores da saúde de Cabo Frio estavam incomunicáveis, assim como o fixo do Hospital São José Operário, que apenas recebia ligações, mas não poderia realizá-las. Seriam contas não pagas?

#Mistério
Falando em saúde, duas funcionárias da direção do Hospital do Jardim Esperança foram demitidas, mas uma retornou em outro posto. Um outro médico agora se apresenta aos funcionários como diretor. O problema é que seu nome (ou pelo menos o nome pelo qual é chamado) não está lotado na Secretaria de Saúde. Que estranho, não? Acho que o Ministério Público gostaria de saber disso.

#Fogo
Há quem diga que pegou fogo uma certa reunião do secretariado de Cabo Frio com o prefeito nessa semana. Um dos “conselhos” foi não curtir nem se relacionar com postagens de oposicionistas nas redes sociais. Importante!

#Fogo II
Para quem quiser participar, as reuniões estariam se desenvolvendo às terças e quintas-feiras, às 18h, num certo empreendimento na Estrada da Integração.

#Voltando
Mas voltar à saúde é sempre bom. Na segunda-feira, a situação estava mesmo crítica no Hospital do Jardim Esperança. Não havia gaze estéril, nem Benzetacil, que já está ausente há 15 dias. O Tilatil também estava em falta, assim como a fita pra teste de glicemia. Isso sem falar no Bromoprida, que também não dava as caras no primeiro dia útil da semana. Dignidade total, igual à propaganda.

#Voltando II
O pediatra do hospital, por sua vez, só está atendendo casos graves, o que deixa as mães em polvorosa, por vezes, levando à discussão entre elas. Que digno.

#Mudanças
O prefeito afirmou que extinguirá 10 das 28 secretarias municipais. Mas o que se diz é que as mudanças serão maiores: muitas unidades serão mantidas, mas terão alterações em seus quadros, seja com mudanças de nomes ou de funções.

#Mudanças II
Na educação, o que se diz é que tem gente mantida no cargo, mas com perda significativa de poder. Será?

#Mudanças III
O fato é que a rearrumação da casa, mais uma vez, só mostra que a casa está desarrumada. E como.

#Sucesso
A entrevista do prefeito de Cabo Frio a uma rádio local só fez sucesso por um motivo: na fala, ele reconheceu que o deputado Janio Mendes (PDT), seu adversário político, tem tudo para ser reeleito - e deverá sê-lo, segundo o governante. A declaração não para de se espalhar na cidade.


#Bomba
Na semana passada, informamos que a bomba de água da Escola Municipal Manoel Mendes foi roubada. Na verdade, o fato ocorreu na Escola Municipal Teixeira e Souza.

#Bomba II
O diretor teve de pagar outra bomba  e o serviço de instalação por fora, já que a empresa que fazia esses reparos para a prefeitura não aguentou o tranco.

#Água
O que ocorreu na Escola Manoel Mendes foi a falta de água nos bebedouros por dois dias, pelo mesmo motivo: não há mais empresa que faça a manutenção das escolas. A direção conseguiu a ajuda de um amigo, que instalou um novo bebedouro só por amizade. Digno para uns, indigno para outros. Assim é a vida.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

OUVIDORIA - Iluminação no Jardim Peró está longe das luzes coreanas da Praça das Águas.


"BOM DIA, ESTOU AQUI MAIS UMA VEZ PEDINDO ENCARECIDAMENTE QUE VOCÊS POSSAM NOS AJUDAR NA ILUMINAÇÃO PÚBLICA, O BAIRRO ESTÁ ÀS ESCURAS, ONTEM A LUZ DE FRENTE À MINHA CASA QUEIMOU, SABEMOS QUE ESTAMOS VIVENDO NA ESCURIDÃO E COM A VIOLÊNCIA GRANDE QUE SE ENCONTRA AQUI DENTRO, COM PESSOAS QUE NAO TÊM NADA A PERDER, POR FAVOR, VERIFIQUE OS POSTE QUE VIVEM NA ESCURIDÃO, ISTO É UM ABSURDO, ACHO QUE UM POUCO DE DIGNIDADE, TEMOS QUE TER É RESPEITO, AQUI NO BAIRRO JARDIM PERÓ MORAM FAMÍLIAS DO BEM, QUE TRABALHAM FORA E CHEGAM À NOITE EM CASA PASSANDO POR RUAS QUE SÃO UM VERDADEIRO BREU DE ESCURIDÃO, NA RUA PARANÁ NÚMERO 648, ESTÁ QUEIMADA A LUZ E PAGO UMA TAXA DE 10 REAIS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA, FORA AQUI TEM OUTRAS RUAS TAMBÉM NA ESCURIDÃO, É TRISTE DE VIVER ASSIM."

Érica dos Reis

COMENTÁRIO: Érica, a situação do bairro Jardim Peró e imediações (Reserva do Peró e Tangará principalmente) é mesmo preocupante. A violência toma conta das ruas e os serviços públicos essenciais são falhos e defeituosos. Fazemos das suas palavras as nossas, no sentido de cobrar às autoridades públicas (prefeitura de Cabo Frio) e privadas (Ampla) a resolução da sua demanda. Vamos voltar ao assunto caso nada seja feito, afinal, prestar serviços públicos de qualidade é prezar pela dignidade da nossa gente – de verdade, e não só na propaganda, afinal, temos iluminação coreana na Praça das Águas, mas falta luz no Jardim Peró – e isso, de digno, não tem nada.


O MISTÉRIO DA MANSÃO

Já que tem governista portariado que gosta de falar em São Pedro da Aldeia, resolvemos dar uma passada pelo município no fim de semana e conversar com os moradores da localidade.

O que corre à boca miúda nas vizinhanças da Ponta da Areia é que um prefeito da região dos lagos está construindo uma mansão na Rua José Costa, próxima à Pousada Enseada das Garças.

O comprador endinheirado teria destruído totalmente a construção anterior, mantendo apenas os muros, para erguer seu palacete.

O que isso quer dizer?


Nada...


#Ganhou
Depois de muita polêmica, a chapa da situação na Associação de Blocos de Cabo Frio, liderada por Jorge Bongô, acabou reeleita no pleito realizado neste sábado. O resultado foi apertado: 16 a 14. Parabéns a Bongô. Que ele continue realizando o ótimo trabalho solidário e humano que tem sido a marca de sua gestão.

#Polêmica
Para quem não acompanhou o caso, não custa lembrar: Bongô acusou a chapa da oposição de ter ligações com o governo municipal, mesmo tendo o prefeito, segundo ele, se comprometido, por meio de assessores, a não intervir na eleição.

#Detalhe
A chapa escolheu o número 11 e divulgou sua candidatura nas redes sociais utilizando uma circunferência laranja como símbolo, muita próxima – muito mesmo – à arte da campanha do prefeito em 2012. Que coisa.

#Quantum
O mistério da empresa que terceiriza relações bancárias da prefeitura permanece. Após um servidor nos enviar texto divulgando a resolução do seu problema de descontos indevidos, percebeu-se a existência dessa instituição nas negociações entre governo e Banco do Brasil.

#Quantum II
Há um servidor dela referente as pagamentos da prefeitura (cabofrio.serverconsignado.com.br) e outro para o Ibascaf (ibascafcabofrio.serverconsignado.com.br). Mas é impossível entrar no ambiente Quantum Web. Nem há site da empresa.

#Quantum III
Há uma Quantum Consultoria Financeira e Projetos, localizada em Ipanema, Rio de Janeiro. Afinal, quais são os serviços prestados por essa empresa à prefeitura? Onde está o contrato e sua publicação? Qual o valor pago?

#Detalhe
A terceirização pode ocorrer, legalmente, quando há a prestação de serviço não essencial à administração pública. O povo quer saber: quais serviços são prestados pela Quantum, afinal, em matéria de finanças públicas, poucos serviços não são essenciais. Vamos esclarecer?

#Contagem
O goleiro Felipe, do Flamengo, tirou onda com a torcida do Vasco ontem. Além de dizer que o time da colina deveria estar disputando o campeonato paulista, pois não ganhava o carioca há dez anos, afirmou que vencer roubado era melhor.

#Contagem II
O arqueiro, com isso, comprovou somente duas coisas sobre sua pessoa: que só sabe contar até dez; e que gosta de roubo. Coerente, não?

#Merecido
Apesar do resultado do jogo de ontem ter sido injusto, o Flamengo foi o melhor time do campeonato em número de pontos, e mereceu o título. Parabéns aos flamenguistas e viva a brincadeira saudável no futebol. Mesmo que seja comigo.

#Bola
O deputado Janio Mendes (PDT) e o presidente do PMDB em cabo Frio, Marquinho Mendes, bateram uma bola sem entrar em campo durante o torneio de futebol realizado ontem no campo de São Jacinto, na Estrada da Integração.

#Reconhecendo
Falando em Janio, o prefeito de Cabo Frio reconheceu em entrevista à Rádio Litoral, nesta semana, que o deputado pedetista deverá ser reeleito. Em contrapartida, o governante afirmou que seu grupo governista, do lado oposto desse tabuleiro, deve eleger outros dois parlamentares. Será?

#Parecendo
Pareceu aquela brincadeira de criança: você pode até ganhar sua Calói, mas que quero ganhar duas. Alguém se lembra? Já vi esse filme antes...

Mônica Mac e Zé Katimba rendem tributo a Luiz Carlos da Vila na Gastronomia no Samba de Abril.

No próximo dia 25, no Helena Espaço Festas, a Gastronomia no Samba realiza sua vigésima sexta edição, rendendo uma homenagem ao grande cantor e compositor Luiz Carlos da Vila, autor de sucessos como Kizomba, a festa da raça, que deu à Vila Isabel seu primeiro título no carnaval carioca, em 1988.

Zé Katimba e sua afilhada e revelação do samba, Mônica Mac, conduzirão a homenagem.

Os ingressos antecipados podem ser adquiridos no Helena Espaço Festas, em frente à Ampla, Rua Geraldo de Abreu, nas proximidades da Rodoviária de Cabo Frio.

sábado, 12 de abril de 2014

EDITORIAL – O alvo (mal) escolhido.


O prefeito de Cabo Frio parece mesmo ter escolhido o Sepe-Lagos como alvo de seus ataques, através de declarações à imprensa. 

Ontem, em entrevista a uma rádio da cidade, enquanto assessores permaneciam comemorando nas redes sociais a decisão que derrubou a convocação de concursados, o governante afirmou que a luta do sindicato em prol da chamada tinha apenas o objetivo de aumentar a arrecadação da instituição.

Cabe lembrar ao prefeito, primeiramente, que também os profissionais da educação contratados têm o direito de serem filiados ao Sepe. Portanto, falta informação de qualidade ao governante neste caso.

Segundo, é preciso dizer que já está ficando engraçada a saga da prefeitura em busca de uma explicação que denigra a imagem do Sepe nessa disputa judicial. Já disseram que houve motivação partidária; tentativa de derrubar o governo; agora mais essa. 

Mas é fácil entender essa neurose.

A motivação do Sepe na abertura do processo que busca a convocação dos concursados é apenas uma: a legalidade. Há uma lei que exige dos governos essa convocação. Por isso o Sepe procurou o Judiciário.

Agora ficou mais fácil. Não é difícil entender que um governo pautado na ilegalidade, no desrespeito à lei e aos princípios jurídicos, não entenda a busca de um sindicato pelo cumprimento da legislação, como um falante exclusivo do português não entende javanês; ou como um egípcio da antiguidade jamais entenderia o inglês moderno. 

É fácil entender que um governo que desrespeita a lei do Fundeb, no que tange à proibição da mudança de unidade de seus membros; que desrespeita a verba do mesmo fundo; que paga menos a contratados do que a concursados e que persegue politicamente (provado em Juízo) não entenda uma ação que busca a legalidade, já que sua atuação é pautada pela oposição a ela. 

É bom que o prefeito e o governo busquem explicações para a atuação do Sepe em outras esferas, que não seja a da simples motivação da defesa da lei. Isso mostra que o Sepe tem uma mentalidade oposta à do governo. E isso significa que o sindicato está do lado da lei, do trabalhador e do povo. Porque parece ser o lado no qual o governo não está.

Mas a escolha do Sepe como alvo não parece ser boa. O sindicato, há décadas, e em várias partes do Brasil, tem sido uma mira de elástico para dardos de metal: tudo que se atira volta, com ainda mais força, na direção do atirador. Basta analisar a história e comprovar. A decisão governista em ter o Sepe como adversário direto, é, apenas, mais um dos muitos tiros no pé do atual governo, que, mais uma vez, parece entender muito mais de suicídio do que de dignidade.


Bom dia!



#Estranho
O retorno de um seguidor ontem ao nosso blog, dando conta da resolução de seu problema com os descontos da prefeitura à sua conta no Banco do Brasil, deixou transparecer algo interessante: segundo ele(a), a administração municipal se utiliza de uma empresa terceirizada para operar com o banco. Pode isso, Arnaldo?

#Café
Na manhã de ontem, o vereador Celso Campista (PSB) tomava um animado café com amigos e assessores na Padaria Unamar. Pelo jeito, vai tudo muito bem, obrigado.

#Papo
Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva (Rede/PSB) lançam chapa à presidência da república na segunda-feira à tarde. Em seguida, ficam à disposição para um papo com eleitores nas redes sociais.

#Abriu
O deputado federal Reguffe (PDT) rompeu com o partido e declarou apoio a Eduardo Campos, embora sua legenda vá ficar com Dilma. E disse mais: quer ser candidato ao Senado. O já Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) não deve ter gostado muito.

#Gostando
O presidente municipal do PMDB em Cabo Frio, Marquinho Mendes, passou a quinta-feira em Búzios conversando com amigos. Há quem diga que o moço, que anda muito vem cotado nas pesquisas para deputado federal naquela cidade, fez sucesso e acabou carregando eleitores de outros pré-candidatos para si.

#Pelada

O deputado Janio Mendes (PDT) participa de torneio de futebol no Campo de São Jacinto amanhã, na Estrada da Integração. Não é verdade que o parlamentar será reserva de seu time.